Da Oliveira ao Azeite no Hotel

Da Oliveira ao Azeite no Hotel

30 de Junho, 2022 2022-08-16 16:23

A APANHA

Pátio das Oliveiras / Olival

Foi, por via marítima, que chegou a Portugal a oliveira domesticada que os Gregos, sabiamente, cultivavam e que tiveram nos Romanos seguidores argutos e inteligentes, igualmente defensores da oliveira e do azeite.

Assim, os olivais, quais bosques, instalaram-se primeiramente na foz dos rios, sendo Lisboa, Santarém e Coimbra os principais centros produtores.

Em analogia ao Olival, também o nosso Pátio das Oliveiras é um ambiente sereno, cheio de história, em que os principais atores são oliveiras alinhadas, qual olival intensivo, de algumas das principais cultivares (espécies) portuguesas.

A PRENSAGEM

Escadaria / Fuso

À semelhança da escadaria enrolada do Évora Olive Hotel, os fusos, inicialmente de madeira e mais tarde de ferro, eram peças fundamentais das prensas denominadas de vara e parafuso (fuso) que permitiam levantar os “pesos” ou baixar as “varas” (estas, por vezes, de grandes dimensões) para aumentar a pressão sobre as “seiras” que continham as massas de azeitonas moídas ou esmagadas de modo a libertarem o mosto oleoso constituído por água e azeite.

a decantação

Piscina interior / Tanque

Com a libertação do mosto oleoso constituído por água e azeite, procede-se à extração propriamente dita, ou seja, à separação da fase sólida (o bagaço) das fases líquidas (o azeite).

A piscina interior faz-nos lembrar, à semelhança da gravura, os tanques que outrora eram utilizados nos lagares (local onde se transformam os frutos para separar sua parte líquida da massa sólida) onde, de um modo sucessivo, se separava a água da azeitona, bem como alguns sólidos, por decantação, dando origem ao seu sumo comestível, O AZEITE.

a degustação

Restaurante / Lagar

Restaurante é a designação adotada do latim restaurans, primeiro em francês “restaurant” (sec. XVII) no sentido “aliment qui restaure”: casa de pasto, lugar público, onde se preparam e servem comidas.

Por analogia, temos o Lagar que é a instalação onde se transformam as azeitonas com o intuito de se extrair o seu sumo, ou seja, o Azeite. Trata-se de um processo simples de extração apenas por processos físico-mecânicos e não de fabrico, sem introdução de qualquer agente químico ou outro. Quem “fabrica” o azeite é a Mãe Natureza e por isso mesmo o Azeite é um produto, verdadeiramente, natural.

a partilha

A Mercearia

Mercearia significa uma pequena loja tradicional que vende produtos de grande consumo, sobretudo alimentos, podendo complementar a oferta com outros produtos, nomeadamente bebidas ou objetos de uso doméstico.

Na nossa Mercearia Eborim, alguns dos produtos com maior destaque são naturalmente “Os Nossos Azeites”, todos eles Azeites Virgens Extra, Alentejanos, criteriosamente escolhidos. Propomos que os nossos hóspedes e convivas se lancem à descoberta das suas características, provem e, se for caso disso, comprem-nos para com eles se deliciarem em suas casas, fazendo deles o melhor uso.

Check Availabity

1 Room , 1 Adult , 0 Children
Quartos
Adults
Childrens