Descubra o que pode fazer no Porto em 48 horas


Em 2019, o Porto e a região norte bateram o número recorde de turistas com mais de dez milhões de dormidas. Com preços mais baixos do que a capital e com um misto de cultura, história, gastronomia, clima ameno e vida noturna, a segunda maior cidade de Portugal é uma excelente opção para uma escapadinha. Mas o que torna o Porto ainda mais especial são as pessoas: calorosas, acolhedoras e sempre dispostas a dar indicações aos turistas. Este é um programa com opções descontraídas com o que fazer na cidade nortenha para quem tem apenas 48 horas livres.

DIA 1

Manhã
9H É a hora de um bom pequeno-almoço, reforçado, no coração do Porto com vista para o Largo de São Domingos.  O Porto A.S. 1829 Hotel é uma escolha acertada, com produtos sazonais e de qualidade  que o vão deixar com o estômago reconfortado e muita energia para queimar no resto do dia. 

Porto A.S. 1829 Hotel, Restaurante Galeria do Largo, no Largo de São Domingos
Porto A.S. 1829 Hotel, Restaurante Galeria do Largo, no Largo de São Domingos

10H Comece por um passeio descontraído pela baixa do Porto. Ao contrário de Lisboa, o centro histórico do Porto é mais pequeno e, apesar das ruas íngremes, pode fazer tudo a pé. Sugere-se um passeio descontraído pela zona do Teatro Nacional de São João e Praça da Batalha. Siga a pé em direção à Ponte D. Luís I. Atravessar esta ponte a caminhar é uma sensação magnífica. A obra é um belíssimo exemplar de engenharia do século XIX e enquanto atravessa para a outra margem obtém uma vista panorâmica sobre o Rio Douro, a cidade de Gaia e o Porto. É um cenário tão especial que alguns noivos aproveitam para tirar as fotos de casamento.

Vista da ponte D. Luís I
Vista da ponte D. Luís I

12H Já do lado de Gaia, vá até ao Jardim do Morro. Um local com boa música, onde pode relaxar no jardim ou beber algo e apreciar uma das mais belas vistas para o Porto.

Vista do Jardim do Morro, em Gaia
Vista do Jardim do Morro, em Gaia

13H Depois do Jardim, deixa até à Ribeira de Gaia, na Rua Guilherme Gomes Fernandes, e experimente uma francesinha em forno de lenha no Tappas Caffé Regional.

Francesinha em forno de lenha
Francesinha em forno de lenha

Tarde
14H Aproveite um passeio pós-almoço pela Ribeira de Gaia, onde encontra tendas com produtos de artesanato e uma paisagem pintada com os barcos rabelo e navios-cruzeiro a descer e subir o rio Douro.  Atravesse o tabuleiro inferior da ponte D. Luís I até chegar à Ribeira do Porto, para apanhar o Cruzeiro das 6 Pontes.

15H O Cruzeiro das 6 Pontes parte de hora a hora. Pode tirar o bilhete na zona da Ribeira, a partir de 15€ e dura cerca de 50 minutos. Com amigos ou em família, com crianças, todos vão adorar este passeio de barco pelo rio Douro. A história das pontes é contada através de uma gravação, enquanto o barco passar por cada uma delas.  Um momento de descontração perfeito para iniciar a tarde.

Cruzeiro das 6 Pontes no Douro
Vistas do Cruzeiro das 6 Pontes

16H30 Depois do relaxe, continue o passeio subindo pela Rua Mouzinho da Silveira. Do lado esquerdo, encontra o Palácio da Bolsa (Património Urbanístico da Humanidade pela UNESCO), mais em cima, à direita, a gelataria Cremosi. Com gelados 100% naturais e pastelaria de encher o olho é um ótimo local para lanchar.

17H30 A estação de São Bento está mesmo ao cimo da rua da Cremosi. Aproveite para entrar e ver as magníficas paredes de azulejo azul (colocados em 1915) que retratam cenas históricas e rurais da vida portuguesa, pintados por Jorge Colaço.

18H De seguida, caminhe pela Rua das Flores, uma das ruas mais famosas do Porto, outrora dedicada a joalheiros e ourives, atualmente também dedicada a marcas emblemáticas, como a mais recente abertura da loja de cosmética portuguesa Benamôr.

19H30 Quando terminar de ver a Rua das Flores, no sentido descendente para a Ribeira, vai encontrar no Largo São Domingos, o Galeria do Largo, o restaurante que sugerimos para jantar esta noite. Com uma carta recheada de pratos de conforto e um toque de modernidade, elaborada pelo chef Manuel Ferreira. 

Petiscar é às sextas, no Galeria do Largo

21H Sugerimos um passeio noturno pelos Aliados, a praça central da cidade Invicta. A 7 minutos encontra a Praça Guilherme Gomes Fernandes, uma ótima zona de esplanadas, onde está a histórica Leitaria da Quinta do Paço. Não vá embora sem provar os melhores éclairs do Porto.

DIA 2

Manhã
10H Comece a manhã com um passeio até à Rua de Santa Catarina, conhecida como uma zona comercial de excelência, com todo o tipo de lojas, desde vestuário, a lojas de recordações de viagem. E, para os amantes de coisas doces, aconselha-se vivamente uma paragem na gelataria Amorino, para provar o chocolate quente, feito à maneira antiga.

11H Da Rua de Santa Catarina vá até aos Jardins do Palácio de Cristal, são cerca de 30 minutos a pé, mas a caminhada faz-se bem. Quando chegar pode descansar num dos bancos de jardim e apreciar a beleza das flores e do local no geral. É, sem dúvida, um dos jardins mais bonitos do Porto. 

Jardins do Palácio de Cristal Porto
Jardins do Palácio de Cristal

12H Falta pouco tempo para almoçar e a Casa da Música vem na altura certa. Um edifício premiado de características únicas onde a música tem uma residência, para além da área cultural tem um ótimo restaurante com menu de almoço.

Tarde
14H Apanhe o metro na Casa da Música, linha A, em direção a Matosinhos, demora cerca de meia hora e saia em Matosinhos. Esta cidade encostada ao Porto oferece praia, esplanadas e vários pontos de ligação ao Parque da Cidade do Porto, bom para estar com família e amigos, ou para um passeio na natureza.

16H Para voltar, apanhe o autocarro 500 em direção à Praça da Liberdade, Porto. É um trajeto desenhado ao longo da linha do mar e oferece vistas impressionantes.

17H Quase a terminar o dia, não pode faltar uma passagem pela Torre dos Clérigos, são cerca de 9 minutos a pé da estação da Praça da Liberdade. Pode optar por visitar a torre e o museu por 6€ ou visitar somente a igreja.

18H Termine o dia com uma visita a uma das livrarias mais bonitas do mundo. A Livraria Lello remonta a 1906.  Já integrou as primeiras edições de Eça de Queirós ou de Camilo Castelo Branco. Atualmente, mantém-se com o estilo antigo intacto e é conhecida mundialmente por isso, levando os turistas a viver o ambiente de uma livraria do início do século XX. O bilhete de adulto é de 5€; para as crianças é grátis.

Se gostou destas sugestões do que fazer no Porto em 48 horas, continue atento ao nosso blog onde vamos continuar a dar-lhe a conhecer o nosso Porto, entre outras lindas cidades de Portugal.